quinta-feira, 11 de agosto de 2022

Dia dos Pais: O Principal Ingrediente é Sempre o Amor

 


Todo filho guarda em algum lugar especial da memória - não importa que idade tenha - as refeições em família, nas quais os pais estavam presentes.

São momentos em que, mais do que partilhar alimentos, são compartilhados afetos, histórias, sonhos e risadas. Em volta da mesa, junto de um pai, são construídos alguns dos laços e memórias mais marcantes de nossas vidas.

Nesse Dia dos Pais, agradecemos a todos aqueles papais que, entre tantas responsabilidades e ensinamentos, também se dedicam a nutrir seus filhos com amor - inclusive na forma de alimento.

Para comemorar a data, nada mais gostoso do que preparar para seu pai uma deliciosa refeição, nutritiva e saudável, que fique na memória da família como um momento especial!

Celebre a data com pratos coloridos e equilibrados. Uma boa sugestão é começar com uma bela salada! Adicione folhas diferentes e pequenos pedacinhos de frutas, para dar um toque especial e charmoso. O molho pode ser feito com mostarda e mel, uma combinação cheia de benefícios para a saúde e que costuma agradar a todos, mesclando sabores doces e picantes.

Para o prato principal, uma boa pedida é uma proteína magra, como peixes ou frango, temperada com ervas frescas. Acrescente legumes e, sempre que possível, aposte no vapor. Para deixar ainda mais saboroso, sirva com cebolas assadas, azeite de oliva extravirgem, alecrim e tomilho. Um molho de laranja também combina perfeitamente e enriquece o prato.

Para a sobremesa, que tal uma bela salada de frutas ou maçãs assadas com canela? Ele vai adorar!

Sem dúvida, a comida é uma linda forma de homenagear o seu grande herói. O seu amor é o melhor presente que ele pode receber nesse Dia dos Pais. Em todos os outros, também. Feliz Dia dos Pais! ❤️

#felizdiadospais #diadospais #nutricaofamiliar #alimentacaofamiliar #comidasfit

 As informações contidas neste blog, não devem ser substituídas por atendimento presencial aos profissionais da área de saúde, como médicos, nutricionistas, psicólogos, educadores físicos e etc. e sim, utilizadas única e exclusivamente, para seu conhecimento.

quarta-feira, 10 de agosto de 2022

Pêssego e Nectarina

 


O pêssego é uma boa fonte de betacaroteno, vitamina C e K e é boa fonte de pectina. O pêssego também tem baixo valor calórico e é rico em antioxidantes, importante para combater os radicais livres. Além disso, em menores quantidades no pêssego, aparecem a vitamina B5 e o ferro.

As nectarinas tem aparência semelhante a do pêssego, porém são mais doces. São fontes razoavelmente ricas de betacaroteno e potássio. Fornecem quantidades moderadas de vitamina C e também são ricas em pectina, uma fibra solúvel, que auxilia no combate a diarreia, aumenta a saciedade e ajuda no controle da glicemia.

Ao comprar, prefira os pêssegos de casca firme, mas não dura, de coloração de fundo creme ou amarelo-avermelhada. Evite os frutos verdes. A melhor época para comprar o pêssego nacional é em novembro e dezembro. Já o importado é encontrado nos meses de dezembro, fevereiro e março.

As nectarinas devem ter coloração de fundo amarelo ou laranja (e não verde) entre as áreas vermelhas. Quando maduras cedem se pressionadas suavemente e têm cores vivas e polpa macia. Os melhores meses para compra são janeiro, março e dezembro para importada e novembro e dezembro para a nacional.

 


Texto elaborado por: Patrícia Bertolucci

 

Nutricionista pela Universidade Federal de Goiás – UFG.

 

Assessoria a Clubes e Empresas ligadas ao esporte ou com interesse em qualidade de vida.

 

Responsável pela empresa Patrícia Bertolucci Consultoria em Nutrição.

 

As informações contidas neste blog, não devem ser substituídas por atendimento presencial aos profissionais da área de saúde, como médicos, nutricionistas, psicólogos, educadores físicos e etc. e sim, utilizadas única e exclusivamente, para seu conhecimento.

segunda-feira, 8 de agosto de 2022

Mistura Láctea X Leite Condensado

 


Nos últimos meses, parece cada vez mais difícil voltar do supermercado com o carrinho cheio. Insumos como o leite ficaram até 28,5% mais caros desde janeiro, segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Por isso, muita gente busca alternativas à bebida e seus derivados.

A partir disso, surgiram opções cujos preços são mais atrativos nas prateleiras dos mercados e lojas, como a mistura láctea ao invés do leite condensado, e o composto lácteo no lugar do leite integral. Mas será que essas substituições são mesmo saudáveis?

 

Mistura láctea não é leite condensado!

Usado no preparo de sobremesas, como o tradicional brigadeiro,  o leite condensado ganhou fama nas redes sociais por conta de um produto similar, mas com características diferentes: a mistura láctea.

Nela, além do açúcar e do leite que são a base para o leite condensado, podem ser acrescentados aditivos, conservantes e ingredientes como amido de milho, para engrossar o produto, e soro de leite, diminuindo a quantidade integral da bebida. Em alguns casos, há também a presença de gordura vegetal adicionada, para substituir a gordura do leite.

No leite condensado tradicional, no entanto, você encontrará apenas leite, açúcar e em algumas versões, leite em pó. Ou seja, é uma lista bem menor de ingredientes e todos conhecidos. Então, quando você faz a troca do leite condensado pela mistura láctea, além de poder afetar o sabor e a textura de preparações, você também estará consumindo um produto caracteristicamente ultraprocessado que, segundo o Guia Alimentar para a população brasileira, está associado ao aumento do risco de ganho de peso e de desenvolver doenças crônicas, não sendo assim, uma opção recomendada para sua alimentação.

Composto lácteo não é leite integral!

Na hora de comprar uma lata de leite em pó, é sempre importante ler o rótulo com atenção. Existem marcas que vendem, na verdade, o composto lácteo, que consiste em um alimento à base de apenas 51% de produtos lácteos de verdade, com o restante adicionado de açúcares, aditivos alimentares, amido de milho, entre outros.

O composto lácteo também não pode ser considerado uma fórmula, e portanto, é um alimento diferente. Por um lado, é possível encontrar um maior teor de fibras em alguns dos compostos vendidos no mercado, mas por outro, há um risco em relação à quantidade de açúcar adicionada, especialmente entre os diabéticos.

Requeijão cremoso não leva amido!

Amado pelos brasileiros no café da manhã, o requeijão cremoso é um produto à base de leite, gordura anidra, manteiga e especiarias. Porém, algumas marcas utilizam na composição o amido de milho, que dá o aspecto menos cremoso e mais consistente ao alimento.

A técnica, assim como nos outros casos, visa baratear o produto, diminuindo a presença de leite na composição. Porém, no ponto de vista nutritivo, o amido acaba aumentando o valor calórico e diminuindo as quantidades de proteínas e outros nutrientes provenientes do leite, como o cálcio. 


 

Bebida láctea não é iogurte natural!

Outro produto presente na rotina dos brasileiro é o iogurte natural. Contudo, é preciso se atentar, pois há diferença entre esse produto e a bebida láctea. No caso da segunda, assim como no composto lácteo, a base de leite pode ser de apenas 51% da composição.

No restante dos ingredientes, podem estar presentes aditivos, amido de milho e gordura vegetal. O ideal é substituir essas bebidas pela versão natural e, se possível, a caseira, que leva menos conservantes e corantes na fórmula.

Como identificar nos rótulos?

Percebeu como as diferenças são pequenas, mas mudam toda a característica nutricional e sensorial do produto? E para dificultar as embalagens são super parecidas, não é mesmo? Então, nossa dica final é: leia os rótulos com atenção. As letrinhas das embalagens são miúdas, mas vale a pena ler a lista de ingredientes e reconhecer se o produto é o que você realmente procura.

Evite sempre que possível alimentos com conservantes e ingredientes que você desconhece. Olhe também a tabela nutricional e compare os teores de sódio, açúcar e gordura saturada, optando sempre pelo produto que tiver os menores valores e ingredientes mais conhecidos. Dessa forma, você comprará produtos com maior qualidade nutricional e menor risco de trazer prejuízos a sua saúde e da sua família.

 

As informações contidas neste blog, não devem ser substituídas por atendimento presencial aos profissionais da área de saúde, como médicos, nutricionistas, psicólogos, educadores físicos e etc. e sim, utilizadas única e exclusivamente, para seu conhecimento.


Referências Bibliográficas:

Mistura láctea x leite condensado: veja as diferenças!. Nutritotal. Disponível em: www.nutritotal.com.br Acessado em: 08/08/2022.