sexta-feira, 28 de julho de 2017

Aveia



A aveia (Avena sativa L.) é um cereal de excelente valor nutricional. Destaca-se entre os outros cereais por seu teor e qualidade proteica, que varia de 12,40 a 24,50% no grão descascado.  Além disso, é constituída de 9-11% de fibra alimentar, as quais são responsáveis pelos efeitos benéficos à saúde humana. Os diferentes constituintes químicos do grão de aveia permitem a utilização diferenciada desse cereal pela indústria de alimentos. 

A aveia é um alimento rico em lipídios, já que contém em sua composição porcentagens que variam entre 5,0 e 9,0%, Valores estes superiores às porcentagens encontradas em trigo, arroz, milho, cevada e centeio. A composição lipídica do grão devido ao alto conteúdo de ácidos graxos insaturados é extremamente benéfica a nossa saúde (lembrem-se o nosso corpo também necessita de gorduras para funcionar, principalmente as tidas como gorduras benéficas). Os ácidos palmítico, oleico e linoleico são os mais encontrados, representando em torno de 95% do total de lipídios e são essenciais para nossa saúde, sendo portanto, indispensáveis ao organismo.

O consumo de farinha e farelo de aveia promove benefícios para a nossa saúde devido à elevada concentração de fibras alimentares, situada em torno de 11%, podendo alcançar valores de até 13,86% (verificados em cultivares da região Sul do Brasil). A fibra alimentar pode ser classificada em solúvel e insolúvel dependendo de sua solubilidade em água. A fibra alimentar solúvel presente na aveia é composta por pectinas, betaglucanas, mucilagens, algumas hemiceluloses e amido resistente. Alguns destes componentes têm importante ação regulatória no colesterol sanguíneo. Uma ingestão regular de aveia é não somente capaz de reduzir o colesterol em indivíduos hipercolesterolêmicos (pessoas com colesterol alto) como também regula o trânsito intestinal, isto é, agem também protegendo a saúde gastrointestinal.

Cientificamente os produtos contendo fibra de aveia mostraram reduzir o risco de doenças cardiovasculares, diabetes, hipertensão e obesidade, além disso, diminuem as concentrações séricas de colesterol total, lipídios totais e triglicerídeos de forma significativa e aumentam a fração de colesterol-HDL, conhecido como colesterol benéfico.

A aveia é um alimento versátil que pode ser consumido in natura, sobre a forma de farinha (confecção de massas de pães e bolos), ou ainda como ingrediente de sucos de frutas, iogurte e saladas.  Devemos consumir 2 colheres de sopa de aveia por dia. Assim sendo, seja lá qual for sua preferência, o importante é não deixá-la de lado, inclua a aveia na sua alimentação e previna-se! 



As informações contidas neste blog, não devem ser substituídas por atendimento presencial aos profissionais da área de saúde, como médicos, nutricionistas, psicólogos, educadores físicos e etc. e sim, utilizadas única e exclusivamente, para seu conhecimento.
Referência Bibliográfica:
Murilha, BL. Aveia: um aliado a saúde do coração. Grupo de Estudo em Alimentos Funcionais – GEAF. Disponível em: www.alimentosfuncionais.blogspot.com Acessado em: 26/07/2017.
Postar um comentário