segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Alimentos funcionais



      São alimentos ou ingredientes que produzem efeitos benéficos à saúde, além de suas funções nutricionais básicas.

        Os alimentos funcionais caracterizam-se por oferecer vários benefícios à saúde, além do valor nutritivo inerente à sua composição química, podendo desempenhar um papel potencialmente benéfico na redução do risco de doenças crônicas degenerativas, como câncer e diabetes, dentre outras.

          É necessário que o consumo destes alimentos seja regular a fim de que seus benefícios sejam alcançados. A indicação fica no maior consumo de vegetais, frutas, cereais integrais na alimentação regular, já que grande parte dos componentes ativos estudados se encontra nesses alimentos. Outra dica é substituir em parte o consumo de carne de vaca, embutidos (linguiça, salsicha, salame, presunto e etc) e outros produtos à base de carne vermelha por soja e derivados (especialmente carne de soja e isolados proteicos de soja) ou peixes ricos em ômega-3.

Quadro 1. Principais Compostos Funcionais.

Fonte: Universidade Federal de Santa Catarina e Ministério da Saúde.

Significado das Cores dos Alimentos
             
    As cores dos alimentos são determinadas pela presença dos pigmentos. Estas substâncias, além de colorir desempenham, frequentemente, papéis importantes na prevenção e na proteção do organismo contra doenças infecciosas.
 
Alimentos Brancos

      O leite, queijo, couve-flor, batata, arroz, cogumelo e banana são as melhores fontes de cálcio e de potássio. Estes minerais são importantes porque:

Contribuem na formação e manutenção dos ossos;

Ajudam na regulação dos batimentos cardíacos;

São fundamentais para o funcionamento do sistema nervoso e dos músculos.

 
Alimentos Vermelhos

     O licopeno é uma substância que age como antioxidante e é responsável pela cor vermelha do morango, tomate, melancia, caqui, goiaba vermelha, framboesa, cereja.

          É apontado como um protetor eficaz contra o aparecimento de câncer de próstata.

         Os alimentos vermelhos contêm, ainda, antocianina que estimula a circulação sanguínea.


Alimentos Alaranjados

    O mamão, a cenoura, a manga, a laranja, a abóbora, o pêssego e o damasco são alimentos de cores amarela ou alaranjada que são ricos em vitamina B3 e ácido clorogênico.

        São substâncias que mantêm o sistema nervoso saudável e ajudam a prevenir o câncer de mama. Para completar, eles também possuem β-caroteno, um antioxidante que ajuda a proteger o coração e retarda o envelhecimento.


Alimentos Arroxeados

      Os alimentos azulados e arroxeados, como a uva, a ameixa, o figo, a beterraba, a berinjela e o repolho-roxo contêm ácido elágico, substância que:

Retarda o envelhecimento;

Neutraliza as substâncias cancerígenas prevenindo diversos tipos de câncer.


Alimentos Verdes

      Os alimentos de cor verde como os vegetais folhosos, o pimentão, o salsão e as ervas contêm: cálcio, clorofila, vitamina C e vitamina A, substâncias com os seguintes efeitos:

Desintoxicam as células;
 
Inibem radicais livres (que danificam as células e causam doenças);

Tem efeito anticancerígeno e ajudam a proteger o coração;

Protegem o cabelo e a pele;

Melhoram o sistema imunológico;

Importante para os ossos e contração muscular.


Alimentos Marrons

     As fibras e vitaminas do complexo B e E são, principalmente, encontradas nas nozes, aveia, castanhas e cereais integrais como arroz, trigo e centeio. Consuma alimentos integrais, que tem uma cor marrom (pães, biscoitos, macarrão, etc.).

Melhoram o funcionamento do intestino;

Combatem a ansiedade e a depressão;

Previnem o câncer e as doenças cardiovasculares.

É importante que todos saibam que esses alimentos somente funcionam quando fazem parte de uma alimentação equilibrada, balanceada. Isto quer dizer que se a pessoa estiver utilizando um alimento para o controle do colesterol, ela somente terá resultados positivos, se a ingestão deste estiver associada a uma alimentação pobre em gordura saturada e colesterol.

As informações contidas neste blog, não devem ser substituídas por atendimento presencial aos profissionais da área de saúde, como médicos, nutricionistas, psicólogos, educadores físicos e etc. e sim, utilizadas única e exclusivamente, para seu conhecimento.

Referências Bibliográficas:

Alimentos Funcionais. Ministério da Saúde. Disponível em: www.bvsms.saude.gov.br Acessado em: 16/08/2013.

Alimentos Funcionais. Universidade Federal de Santa Catarina. Jornal Eletrônico 2008; n.5. Disponível em: www.nutrijr.ufsc.br Acessado em: 16/08/2013.

Alimentos Funcionais. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Disponível em: www.esalq.usp.br Acessado em: 17/08/2013.

Arabbi, PR. Alimentos Funcionais – Aspectos Gerais. Rev Soc Bras Alim Nutr 2001; v.21: p.87-102.

Saúde à mesa: Conheça os benefícios dos alimentos funcionais. Rev Hospital Sírio Libanês, 2012: p.16-18.
Postar um comentário