segunda-feira, 8 de abril de 2013

Vitaminas


     Vitaminas são compostos orgânicos essenciais para a realização de reações metabólicas, e não podem ser sintetizadas pelos tecidos humanos a partir de simples metabólitos.

      Embora necessárias em pequeníssimas quantidades na alimentação, as vitaminas são consideradas essenciais, ou seja, já que o organismo não as sintetiza, necessariamente devem ser obtidas através da alimentação.

        Participam de reações metabólicas específicas no interior da célula, tanto no metabolismo de proteínas quanto de carboidratos e gorduras. Se destacam ainda por regular a síntese de muitos componentes corpóreos, como ossos, pele, glândulas, nervos, cérebro e sangue. Além disso, previnem doenças resultantes de deficiências nutricionais e são indispensáveis para o crescimento normal, reprodução e manutenção da saúde.

            Elas não fornecem calorias como os carboidratos, proteínas e gorduras e nem contribuem para aumento de massa corporal.



Classificação


            As vitaminas podem ser classificadas de acordo com a sua solubilidade em vitaminas lipossolúveis e hidrossolúveis.

Vitaminas lipossolúveis (A, D, E, K) que constituem um grupo de substâncias químicas, com estrutura variada, solúveis em solventes orgânicos, que o organismo não sintetiza ou o faz em quantidades insuficientes. Essas vitaminas podem ser armazenadas na gordura corpórea e atingir níveis tóxicos.

          E vitaminas hidrossolúveis (vitamina C e vitaminas do complexo B) que, de uma maneira geral, não são normalmente armazenadas em quantidades significativas no organismo, o que leva muitas vezes à necessidade de um suprimento diário dessas vitaminas. As vitaminas do complexo B, essenciais para o ser humano, são: B1, ou tiamina; B2, ou riboflavina; niacina; B6, que agrupa a piridoxina, piridoxal e a piridoxamina; B12 ou cobalamina; ácido fólico; ácido pantotênico e biotina.

         As vitaminas lipossolúveis tendem a ser absorvidas e transportadas com lipídios da dieta e tendem à partição nos centros hidrofóbicos dentro das células (volumosas membranas e gotículas de lipídio). Em contraste, as vitaminas hidrossolúveis são absorvidas por processos passivos e ativos, transportadas ligadas a carreadores e em solução livre e podem não ser armazenadas apreciavelmente. Em geral, as vitaminas lipossolúveis são excretadas nas fezes, por meio da circulação entero-hepática; enquanto isso, as vitaminas hidrossolúveis são excretadas intactas na urina (riboflavina, ácido pantotênico) ou como metabólitos hidrossolúveis (vitamina C, tiamina, niacina, riboflavina, piridoxina, biotina, folato e vitamina B12).

Funções e Fontes Alimentares
 




As informações contidas neste blog, não devem ser substituídas por atendimento presencial aos profissionais da área de saúde, como médicos, nutricionistas, psicólogos, educadores físicos e etc. e sim, utilizadas única e exclusivamente, para seu conhecimento.


Referências Bibliográficas:

Bianchi, MLP; Silva, CR; Tirapegui, J. Vitaminas. Nutrição: Fundamentos e Aspectos Atuais. 1 ed. São Paulo: Atheneu, 2002, p. 63-64.

Cuppari, L. Nutrição Clínica no Adulto. Guias de Medicina Ambulatorial e Hospitalar –Unifesp, 2006.

Mahan, LK; Stump, SE. Alimentos, nutrição e dietoterapia. 10 ed. São Paulo: Rocca, 2003. p. 30-64.

Tirapegui,J. Nutrição, metabolismo e suplementação na atividade física. 1ed. São Paulo: Atheneu, 2005, p.51-52.
Postar um comentário