quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Recomendações Nutricionais no Período de Amamentação



               O período de lactação é nutricionalmente dispendioso para a nutriz, especialmente para aquelas que amamentam exclusivamente seus bebês. Para cada litro de leite produzido durante o período de amamentação são necessários cerca de 900 kcal, destas, aproximadamente 300 kcal são disponibilizadas das próprias reservas maternas. Sendo assim, a mulher apresenta suas necessidades nutricionais aumentadas durante esta fase. São necessárias maiores quantidades de proteínas, vitaminas, minerais e energia (cerca de 500 Kcal/dia durante os seis primeiros meses de lactação e de 400 Kcal/dia nos meses seguintes), podendo variar de acordo com o estado nutricional materno antes da gestação (baixo peso, peso adequado ou excesso) e do ganho de peso durante o período gestacional. Para suprir o aumento das necessidades nutricionais durante este período, deve-se priorizar uma alimentação equilibrada, rica em frutas, legumes, verduras, grãos integrais, laticínios com baixos teores de gordura e fracionada em cinco ou seis refeições com intervalos próximos de 3 horas entre cada refeição. Vale lembrar que mulheres em amamentação não devem seguir dietas com restrições rígidas de calorias, uma vez que podem correr o risco de não conseguirem consumir os nutrientes adequados gerando prejuízos na produção do leite. O correto é eliminar peso gradualmente, priorizando um plano alimentar saudável e a prática de atividade física regular, já que o próprio período de lactação gera gasto de energia e a amamentação exclusiva contribui para a perda de gordura corporal. Outro fator que deve ser enfatizado durante a lactação é que a ingestão hídrica inadequada pode diminuir o volume de produção de leite. Recomenda-se o consumo de 2 a 3L de líquidos diariamente, especialmente em dias muito quentes. As bebidas alcoólicas e aquelas que apresentam cafeína em sua composição devem ser ingeridas com muito cuidado neste período, pois tanto o álcool como a cafeína pode passar da corrente sanguínea para o leite materno, o recomendado é que bebidas que contenham cafeína sejam ingeridas uma vez ao dia, em poucas quantidades, e que as bebidas alcoólicas sejam evitadas. Embora não exista comprovação científica de que a alimentação da mãe possa causar cólica no bebê que amamenta, existem muitos relatos de mães sobre esta experiência. Por isso, é importante que a nutriz fique atenta ao perceber que quando consome algum tipo de alimento o bebê tem cólica, o recomendado é que se evite tal alimento pelo menos nos três primeiros meses de vida do bebê. Apesar disso, vale lembrar que a cólica é frequente e normal no recém-nascido devido à imaturidade do intestino do bebê que durante o período gestacional não trabalhava e agora precisa trabalhar. Os agressores mais comumente relatados são os laticínios, chocolate, cafeína e os alimentos condimentados.  Não há mistério na dieta da nutriz. A orientação é manter uma alimentação em quantidade suficiente para suprir as necessidades do organismo, escolhendo alimentos variados, a fim de fornecer todos os nutrientes essenciais para o seu correto funcionamento, evitar excessos, e que seja adequada a este momento sublime da amamentação 


Recomendações de vitaminas e minerais para a Nutriz.
Vitaminas
Concentração
Alimentos Fonte
Vitamina A (µg/dia)
1.300
Abóbora, mamão, manga, cenoura, brócolis, couve, espinafre,
batata-doce, fígado bovino.
Vitamina D (µg/dia)
5
Óleo de peixe, salmão, leite, sardinha, fígado, camarão, gema de ovo.
Vitamina E (mg/dia)
19
Óleos vegetais, amêndoas, aspargo, amendoim, margarina, azeite, feijão, damasco.
Vitamina K (µg/dia)
90
Espinafre, alface, brócolis, repolho, aspargo, abacate, cenoura, batata, carne, laranja, peru.
Vitamina C (mg/dia)
120
Acerola, laranja, kiwi, morango, mamão, goiaba.
Tiamina (mg/dia)
1,4
Sementes de girassol, ervilhas, feijões, arroz, batata, laranja.
Riboflavina (mg/dia)
1,6
Fígado, leite, iogurte, queijo, ovo, espinafre, frango, brócolis.
Niacina (mg/dia)
17
Frango, atum, arroz, cogumelos, carne, pernil, amendoim, café.
Vitamina B6 (mg/dia)
2,0
Batata, banana, arroz, frango, feijões, carne, atum, sementes de girassol, abacate.
Folato (µg/dia)

500
Feijão, lentilha, grão-de-bico, brócolis, couve, espinafre, laranja, aspargo, abacate, beterraba, couve-flor, ovo.
Vitamina B12 (µg/dia)
2,8
Fígado, atum, carne, queijo, iogurte, leite.
Minerais
Concentração
Alimentos Fonte
Cálcio (mg/dia)
1.000
Leite, ricota, queijo, iogurte, salmão, espinafre, melaço, tofú, amêndoas, feijão, laranja, couve, brócolis, banana.
Fósforo (mg/dia)
700
Leite, queijo, amêndoas, aveia, feijão, tofú, batata, ovo, laranja, couve-flor.
Magnésio (mg/dia)
320
Tofú, germe de trigo, castanhas, acelga, amendoim, batata, espinafre, leite, frango, ervilhas, ovo.
Ferro (mg/dia)
9
Fígado, feijão, melaço, carne, batata, germe de trigo, arroz. Aveia, espinafre, ervilha, amendoim, ovo.
Zinco (mg/dia)
12
Ostras, germe de trigo, carne, feijão, queijo, nozes, amendoim, leite.
Iodo (µg/dia)
290
Carne, sal iodado, queijo, camarão, ovo.
Selênio (µg/dia)
70
Castanha do Brasil, salmão, germe de trigo, semente de girassol, melaço, granola, carne, ovo, leite, queijo.
Fonte: Dietary Reference Intakes-DRIS / Institute of Medicine/Food and Nutrition Board.


Grupos de alimentos que devem estar presentes nas refeições da Nutriz.
Grupos de Alimentos
Função no organismo
Alimentos

Energéticos
São aqueles preferencialmente utilizados pelo nosso organismo para fornecer a energia necessária às atividades diárias. Compreendem os “Carboidratos” e as “GORDURAS”.
Arroz integral; pães de farinhas integrais (aveia, grãos, centeio, integral, preto), pão sírio, pão francês com gergelim; flocos de cereais; biscoitos doces ou salgados sem recheios; barra de cereais; mel; creme vegetal, óleos vegetais (canola, girassol, soja, etc) maionese.

Construtores
São responsáveis pelo desenvolvimento e crescimento de todas as partes do nosso organismo.
São conhecidos como “PROTEÍNAS”.

Carnes, ovos, leite e derivados (queijo branco, queijo cottage, ricota, iogurte, etc).


Reguladores
Atuam como um “relógio” controlando as funções vitais e auxiliando os órgãos a realizarem suas funções normais. São as “VITAMINAS” e os “MINERAIS”.
Neste grupo também, são encontradas as fibras que promovem o bom funcionamento do intestino.


Frutas, legumes e verduras.
Fonte: Grupo de Educação Nutricional – Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia
 
Exemplo de cardápio qualitativo de um dia para Nutriz
Refeição
Alimento


Café da Manhã

Pão Francês com gergelim
Queijo Cottage
Leite desnatado enriquecido com cálcio batido com frutas (Banana e maçã)

Lanche da Manhã

Iogurte de frutas light
Granola



Almoço




Arroz integral
Feijão
Salmão grelhado
Salada de rúcula e tomate cereja
Azeite de Oliva extra virgem
Purê de Abóbora
Suco integral de acerola
Creme de abacate


Lanche da Tarde

Mix de frutas secas e cereais
(Castanha do Brasil, damasco, nozes, ameixa, etc.)



Jantar


Creme de Espinafre
Arroz integral
Salada de pepino com semente de girassol
Azeite de Oliva extra virgem
Couve flor refogada
Filé de frango com molho de laranja
Suco integral de uva
Salada de frutas


Lanche da Noite

Bolacha água
Creme vegetal
Chá de camomila
                     OBS: As quantidades devem ser calculadas individualmente de acordo com as necessidades diárias.  


As informações contidas neste blog, não devem ser substituídas por atendimento presencial aos profissionais da área de saúde, como médicos, nutricionistas, psicólogos, educadores físicos e etc. e sim, utilizadas única e exclusivamente, para seu conhecimento.



Texto elaborado por: Monica Romualdo

Nutricionista pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - Unirio
Doutora em Ciências pela Universidade Federal de São Paulo - Unifesp
Coordenadora do Ambulatório de Nutrição do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia.
Nutricionista do Programa de Obesidade Infantil da Prefeitura de Osasco. 


Postar um comentário