quinta-feira, 16 de julho de 2015

Biomassa de Banana Verde



A banana é um alimento quase que universal, é a fruta tropical mais consumida no mundo. Está presente desde a infância nas papinhas dos bebês, como também em receitas sofisticadas como os crepes flambados. Ela representa a quarta cultura mais importante do planeta, só perdendo para o arroz, trigo e milho. É uma fruta que dá o ano inteiro, amadurece lentamente, é fácil de consumir, versátil, com sabor levemente adocicado, consistência macia e com o custo acessível a todos. 

A bananeira não é uma árvore, ela não possui tronco nem galhos; é, na verdade uma erva-gigante, a maior da face da Terra.

Além disto, a banana seja ela qual espécie for tem inúmeros benefícios à saúde desde casca, até a polpa, madura ou verde, como é o caso da Biomassa feita com a banana verde.

O QUE É BIOMASSA DE BANANA VERDE

O nome pode parecer estranho, mas não precisa se assustar.  Trata-se de um "purê" que é feito com a fruta com ou sem casca, ainda verde, que pode ser usado como espessante em diversas preparações.

Como geralmente as pessoas estão acostumadas em comer a fruta madura, por falta de informação acabam perdendo uma ótima opção de introduzir na alimentação esta alternativa muito saudável.

A polpa da banana verde é rica em vitamina A, B1 (tiamina), B2 (riboflavina), ácido nicotínico, sódio, potássio, magnésio, cobre, fósforo, enxofre, cloro e iodo. Por não apresentar nem sabor nem cheiro característicos antes de amadurecer, pode substituir a batata e as farinhas, inclusive o glúten para dar consistência nas receitas.

Como toda fruta ainda verde possui apenas 2% de açúcares e grande quantidade de amido, que no amadurecimento se converte quase todo em açúcares. Com a estrutura molecular maior é de difícil digestão, o amido do fruto é chamado de amido resistente. Quando é cozida, perde o tanino, elemento que marra na boca, mas mantém o amido resistente, que passa pelo sistema digestivo sem ser absorvido, devido à impossibilidade de quebra.

O amido resistente é considerado um prebiótico, pois fortalece e aumenta o número de bactérias boas na flora intestinal.


 EXAME FÍSICO-QUÍMICO DA BANANA VERDE

100g
Polpa Cozida
Casca Cozida
Umidade
64,79%
77%
Proteínas
1,33%
10,8%
Lipídios
5,96%
1,32%
Fibra bruta
1,51%
1,98%
Cinzas
6,01%
0.70%
Amido
19,64%
6,30%
Açúcares totais
0
0
Fonte: Laboratório de Bromatologia nacional, São Paulo, 2002.

COMPOSIÇÃO NUTRICIONAL DA BANANA MADURA (100G)

Umidade (água)
72 %
Calorias
98 cal
Proteína
1g
Carboidrato
26 g
Lipídios
Traços
Cinzas
0,8 g
Fibra
2 g
Sais minerais
0,8g
Cálcio
8 mg
Magnésio
26 mg
Potássio
358 mg
Sódio
Traços
Fósforo
30mg
Ferro
0,4 mg
Fonte: Tabela Brasileira de Composição de Alimentos, 2011.

BENEFÍCIOS DA BIOMASSA DE BANANA VERDE

● Saúde Intestinal: O amido resistente do alimento tem ação semelhante a das fibras, por isso a biomassa é eficaz para manter a saúde do intestino em dia. Ele ajuda a nutrir a mucosa intestinal, além de aliviar diarreias e contribuir no combate à prisão de ventre.     
                         
● Saúde do coração: Para quem sofre com colesterol alto, por exemplo, a biomassa é uma boa aliada. Além de reduzir os níveis de LDL na corrente sanguínea, o alimento ajuda a diminuir os triglicerídeos e a atua na redução da absorção de gordura.     

● Fonte de vitaminas: Rica em vitaminas A, B1, B2 e minerais essenciais como fósforo, magnésio e potássio, a biomassa também é um dos alimentos antioxidantes que age na prevenção de doenças como o câncer e ajuda a combater o envelhecimento precoce.  
    
● Emagrecimento: A biomassa de banana verde ajuda emagrecer porque, além de ser de baixo teor calórico, ajuda a inibir a absorção de glicose e gorduras. Enquanto isso, o amido promove sensação de saciedade prolongada, já que é diferido lentamente pelo organismo.

● Diabetes: Por diminuir a absorção de glicose é uma opção muito boa para ser utilizados por Diabéticos, além de poder ser utilizado em receitas para substituir as farinhas que tem alto índice glicêmico, ou em shakes e vitaminas com a mesma finalidade. 
                             
● Celíacos ou sensíveis ao glúten: A Biomassa pode ser usada em substituição aos cereais, como trigo, aveia e centeio, e em receitas diversas, sem alterar a qualidade da mesma.

COMO FAZER

Processo Artesanal da Biomassa de Banana Verde

1- Despencamento, lavagem da banana verde uma a uma;

2 - Cozimento do fruto integral, casca e polpa em panela de pressão por 20 minutos, cobertas de água;

3 – Separação da casca e da polpa, com o fruto ainda quente; 
                        
4 - Moagem da polpa em processador elétrico ou liquidificador. Se estiver difícil de bater, acrescente um pouco de água;
 
5- Utilize a biomassa em seguida ou congele em formas de gelo ou faça bolinhas na quantidade de 1 colher de sopa. Em geladeira, tem validade de 3 a 5 dias e sob congelamento, até 3 meses; 

 6 - Descongele a biomassa em banho-maria (para não talhar) e só então junte às receitas. Pode ser usada congelada somente em smothies e sucos. 

CONTRA INDICAÇÕES e RECOMENDAÇÃO 

Não há restrições ao uso da biomassa a recomendação é uma colher (sopa) por dia do alimento. O sabor neutro e as baixas calorias facilitam a incorporação do alimento ao dia a dia.

ONDE USAR

 A biomassa de banana verde já foi submetida a vários testes em receitas doces e salgadas e aprovada em todas. Pode ser utilizadas em bolos, tortas, biscoitos, pudins, coxinhas, massa de pizza, pastel, sorvetes, mingaus, hambúrgueres, patês, etc.


Bolo de Chocolate com Banana Verde
Rendimento: 8 Porções

Ingredientes                                   Medida Caseira

Farinha de Banana Verde              3 colheres de sopa  
Biomassa Polpa                              3 colheres de sopa                                       
Ovo de galinha (cru)                       2 unidades                          
Leite de soja light                            1 copo pequeno
Chocolate em pó                             3 colheres de sopa                                     
Óleo de Coco                                  2 colheres de sopa                          
Adoçante em pó p/ culinária            3 colheres de sopa                                       
Uva Passa                                       4 colheres de sopa
Fermento químico (pó)                    1 colher de sopa

Modo de Preparo  
 
Bata no liquidificador os ovos, o óleo e a biomassa. Adicione o leite, a farinha, o chocolate e o adoçante. Bata bem. Despeje esta mistura numa tigela e adicione o fermento e a uvas passas. Misture. Coloque numa forma untada com óleo de coco e chocolate em pó e leve ao forno pré-aquecido a 180 graus por uns 30 minutos ou até assar. Sirva a seguir.

Valores Nutricionais                     Por Porção

Calorias:                                           136 Kcal.      
Proteínas:                                         4g
Carboidratos:                                   15g       
Lipídios:                                            6g
Fibras:                                              2g      
Colesterol:                                        56mg


Pão de Queijo com Banana Verde
Rendimento: 30 Porções /120 unidades

Ingredientes                                   Medida Caseira 
     
Biomassa Polpa                               2 e 1/2 xícara de chá
Queijo Minas Padrão ralado            300g 
Polvilho Azedo                                 500g 
Ovo de galinha                                2 unidades 
Óleo de canola                                1/2 xícara de chá
Água                                                1 e 1/2 copo médio

Modo de Preparo   

Escalde bem o polvilho na água morna, junte os ovos e o óleo e misture bem com uma colher. Junte aos poucos a biomassa, batendo na batedeira, por último acrescente o queijo minas ralado. Amasse bem e coloque na mesa enfarinhada, para bater a amassar ainda mais. Passe óleo nas mãos e enrole as bolinhas. Asse em assadeira untada com óleo no forno a 180 graus por 20 minutos.

Valores Nutricionais                    Por Porção  

Calorias:                                           116 Kcal.      
Proteínas:                                         3,50g 
Carboidratos:                                    2,30g
Lipídios:                                            6g
Fibras:                                              0,15g 
Colesterol:                                        15mg  

Texto elaborado por: Dra. Roseli Lomele Rossi - CRN 2084

Nutricionista formada pelas Faculdades Integradas São Camilo (CRN 2084 /1983), com título de Especialista em Nutrição Clínica concedido pela ASBRAN - Associação Brasileira de Nutrição.     
  
Pós Graduada nos cursos de especialização de Planejamento, Organização e Administração de Serviços de Alimentação; Fitoterapia Aplicada à Nutrição Funcional e Nutrição Ortomolecular com Extensão em Nutrigenômica. 

É Diretora da Clínica Equilíbrio Nutricional e autora dos Livros: "Saúde & Sabor com Equilíbrio" - Receitas Infantis, “Saúde & Sabor com Equilíbrio” – Receitas Diet e Light Volumes I e II, Colaboradora do livro Nutrição Esportiva – Aspectos relacionados à suplementação nutricional e autora do Livro “As Melhores Receitas Light da Clínica Personal Diet”.

As informações contidas neste blog, não devem ser substituídas por atendimento presencial aos profissionais da área de saúde, como médicos, nutricionistas, psicólogos, educadores físicos e etc. e sim, utilizada única e exclusivamente, para seu conhecimento.

Referências Bibliográficas:

ALVES, Élio José. Cultivo de bananeira tipo terra. Cruz das Almas: Embrapa Mandioca e Fruticultura, 2001.

BARRETO, Ronaldo Lopes Pontes. Passaporte para o sabor. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2001.

Tabela Brasileira de Composição de Alimentos- Versão II.; 2. ed.; Campinas, SP: NEPA-UNICAMP, 2011.

VALLE, H.F. e col. Yes, nós temos bananas. Histórias e receitas com biomassa de banana verde. Editora Senac São Paulo, 2002.


Postar um comentário