quarta-feira, 8 de julho de 2015

Férias Saudáveis



Nas férias escolares, os horários das refeições das crianças costumam ser alterados para dar espaço à diversão. Mas mesmo com a programação mais flexível e sem hora marcada, o cuidado com a alimentação não pode falhar. 

Durante o inverno o gasto energético se eleva para manutenção da temperatura do corpo e aumento da resistência imunológica. Muitas vezes de forma involuntária, consumimos mais. Com isso, o cardápio deve conter preparações com maior aporte calórico e/ou maior fracionamento. Nessa hora, fazer pequenos lanches se torna uma boa opção.

Para as crianças não é diferente. É importante considerar os aspectos nutricionais na alimentação. Nessa fase uma dieta qualitativa e quantitativamente adequada é imprescindível para o desenvolvimento físico e intelectual e a manutenção da saúde.

Considerando os princípios de uma alimentação saudável, todos os grupos de alimentos devem compor o cardápio, tais como os pães, cereais, tubérculos, feijões, verduras, leite e derivados, carnes magras, aves ou peixes e frutas frescas oferecendo assim uma diversidade de nutrientes essencial ao crescimento. 

Algumas dicas para que você e seu(s) filho(s) aproveitem as férias sem ganhar peso:

● Coma pouco, porém várias vezes ao dia;

● Não pule refeições para não ficar com fome dobrada;

● Aproveite o tempo disponível e faça muito exercício ao ar livre (caminhada, bicicleta, etc.) para deixar o seu metabolismo mais acelerado;

● Fuja dos aperitivos à beira da piscina e na praia. Prefira sucos leves, frutas desidratadas. Caia na água para resistir. Boas braçadas e mergulhos dão uma sensação tão boa quanto comer. Experimente;

● Comidas mais leves (saladas, massas com molhos naturais, legumes frescos, frutos do mar e pouca gordura) são mais saudáveis e de fácil digestão;

● Evite o excesso de molhos e condimentos que retardam a digestão e podem causar a sensação de moleza;

● Saiba escolher o que você deve ou não comer no café da manhã. Fuja de croissants, bolos, biscoitos, queijos amarelos e frios embutidos (presunto, mortadela, copa). Prefira frutas, pão integrais, queijos brancos (ricota ou cottage) e uma geleia de frutas;

● Refeições em hotel são, em geral, um perigo para quem está de olho na balança. Na maioria das vezes elas são self service, e você poderá acabar exagerando na comida. Nessa hora, procure controlar-se, servindo-se de pequenas porções, mastigando devagar e parando na hora em que se sentir-se satisfeito. Evite frituras, molhos gordurosos e sobremesas;

● Nada de passar o dia à base de líquidos, como sucos, sopas e shakes. Só opte por limitar sua refeição por salada caso seu almoço ou jantar tenha sido mais reforçado;

● Se você viu algum alimento irresistível, ceda à tentação. Coma e, se puder, divida com alguém. Permita-se uma vez por semana comer, em porções menores, um doce de sua preferência;

● Você não passa a tarde sem um docinho? Então, prefira um bolo simples, sem cobertura. Pode ser de cenoura, de laranja, limão, entre outros ou, até mesmo, um picolé de frutas;

● No dia em que a programação incluir passeios longos, o almoço sempre fica para mais tarde. Então, leve um lanchinho na bolsa para enganar a fome. Pode ser fruta ou barra de cereal;

● Se estiver na praia, aproveite para comer mais peixe: é um alimento rico em proteínas e sais minerais e tem menos gordura do que as carnes vermelhas e as aves, mas evite peixe frito e acompanhado de maionese.

● Caipirinha de vez em quando pode ser liberada, mas o ideal é trocar o açúcar pelo adoçante;

● Tome muito líquido: use e abuse de sucos, água, água de coco. Chá quente é saboroso, e há uma gama farta para você experimentar.

Boas Férias!

As informações contidas neste blog, não devem ser substituídas por atendimento presencial aos profissionais da área de saúde, como médicos, nutricionistas, psicólogos, educadores físicos e etc. e sim, utilizadas única e exclusivamente, para seu conhecimento.

Referências Bibliográficas:

Férias exigem cuidados com a alimentação das crianças. Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo. Disponível em: www.saude.sp.gov.br Acessado em: 07/07/2015.

Fontinha, M. Férias da garotada: lanchinho entre as refeições. Disponível em: www.einstein.com.br Acessado em: 07/07/2015.

Philippi, ST. A dieta do bom humor. 1. ed. São Paulo: Panda Books, 2006.

Stürmer, JS. Reeducação Alimentar: Qualidade de vida, emagrecimento e manutenção da saúde. 1. ed. Petrópolis, Rio de Janeiro: Editora Vozes, 2001.


Postar um comentário