quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Infecção Urinária



A infecção do trato urinário (ITU) caracteriza-se pela presença acentuada de micro-organismos nas vias urinárias, habitualmente bactérias patogênicas, seja na bexiga, próstata, sistema coletor ou rins.

A ITU é uma patologia extremamente frequente que ocorre em todas as idades, havendo, contudo, maior prevalência desse problema em três grupos etários: crianças até os seis anos de idade, mulheres jovens com vida sexual ativa e adultos idosos com mais de 60 anos de idade.

A infecção urinária se torna complicada quando ocorre em um aparelho urinário com alterações estruturais e funcionais. Habitualmente, as cistites são infecções não complicadas enquanto as pielonefrites, ao contrário, são mais frequentemente complicadas, pois em geral resultam da ascensão de micro-organismos do trato urinário inferior e estão frequentemente associadas com a presença de cálculos renais.

Muitas vezes a infecção urinária pode não apresentar sintomas, no entanto, os sintomas mais comuns são: forte ardência ao urinar, urina escura, urina acompanhada de sangue, urina com cheiro muito forte e frequente necessidade em urinar, mesmo tendo acabado de voltar do banheiro.

O tratamento de infecções urinárias varia muito de acordo com o tipo de cada infecção e sua gravidade também, mas normalmente o tratamento é feito à base de antibióticos.

No entanto, estudos indicam que os probióticos (micro-organismos vivos) podem ajudar a prevenir e tratar as infecções do trato urinário. Normalmente existem mais de 50 microrganismos diferentes na região urogenital. Dependendo da idade e exposição a diferentes fatores, a composição desses micro-organismos muda. A ingestão de probióticos ajuda na manutenção de bactérias saudáveis, protegendo o organismo contra as bactérias patogênicas, causadoras das infecções.

Além disso, uma dieta rica em alimentos antioxidantes, com frutas, verduras, legumes, sementes e cereais integrais é fundamental para fortalecer o sistema imunológico.

A cranberry, por exemplo, é um alimento muito indicado para pessoas com infecção urinária, pois é rico em proantocianidina, substância que inibe a aderência de bactérias do tipo E.coli na mucosa da bexiga, combatendo as infecções do trato urinário e  apresenta os antioxidantes: vitaminas C, vitamina E, flavonoides e ácidos fenólicos. 

A água e alimentos diuréticos nos ajudam a eliminar corpos estranhos das vias urinárias e a combater a retenção de líquidos. Por isso é indispensável consumir no mínimo 2 litros de água por dia e introduzir chás diuréticos como o de cavalinha e hibiscus e alimentos como: aspargos, abacaxi, aipo, alfafa, pepino, etc.

Além do consumo de líquidos, especialmente água e alimentos diuréticos, podemos prevenir a infecção urinária com as seguintes atitudes:

Limpar-se após urinar para evitar que bactérias se acumulem no local e entrem no trato urinário;

● Usar absorventes externos em vez de internos, pois alguns médicos acreditam que isso aumente a probabilidade de infecções. Troque de absorvente cada vez que for ao banheiro;

● Evitar usar calças muito apertadas, optar pelas de algodão e trocá-las diariamente.

Texto elaborado por: Paula Crook

Nutricionista pela Universidade de São Paulo – USP.

Pós-graduada em Nutrição Clínica Funcional 

Sócia da Patrícia Bertolucci Consultoria.

As informações contidas neste blog, não devem ser substituídas por atendimento presencial aos profissionais da área de saúde, como médicos, nutricionistas, psicólogos, educadores físicos e etc. e sim, utilizada única e exclusivamente, para seu conhecimento.

Postar um comentário