terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Marmita



A marmita já foi vista com desdém, mas ela voltou de forma triunfal. Antes feiosa e sem graça, a marmita era um amontoado de panelinhas de alumínio. Agora ela recebe a atenção de designers e fabricantes que se esmeram em produzir versões aliando beleza e funcionalidade, muita cor e apetrechos vistosos.

Por que usar marmita?

Além da óbvia economia, você pode escolher os alimentos e ingredientes que vai ingerir na refeição caprichando na qualidade nutricional, e ainda reduz o teor calórico, a ingestão de sódio (sal) e de gorduras trans oxidadas (óleos vegetais que são reutilizados no preparo dos alimentos nos restaurantes). Como na marmita você leva exatamente o que vai comer, não corre o risco de cair em tentação com a variedade oferecida em lanchonetes e comida a quilo (massas, empanados, frituras, doces), o que ajuda a controlar a quantidade de calorias no prato.

Preparando a marmita

O planejamento das refeições é essencial. Deixe tudo lavado, condicionado e separado de véspera. Aproveite as sobras do jantar na sua marmita (arroz, feijão, suflê, carnes diversas). Ovo cozido é uma excelente opção para compor a refeição – alimenta muito com poucas calorias. Capriche na salada e/ou legumes cozidos (50% do volume total), tempere com azeite, vinagre, sal e ervas. Acondicione o molho separadamente e coloque na salada na hora de comer, assim as folhas não ficam murchas. Os legumes cozidos são a parte mais difícil (nem tanto!), o ideal é que sejam cozidos no vapor enquanto você toma o seu café da manhã ou banho. Este processo dura menos de 15 minutos. Aguarde esfriar um pouco e acondicione na marmita. Deixe para temperar na hora de comer, do mesmo jeito que é feito com a salada. Sopas alimentam e têm poucas calorias - elas podem ser colocadas em garrafinhas térmicas, assim se mantêm aquecidas por várias horas.

Sobremesa

As opções de sobremesa e lanche podem ser uma fruta, um pedaço de queijo, um iogurte ou um punhado de sementes oleaginosas. Prefira tomar água em vez de sucos ou refrigerantes. Após a refeição tome um chá ou um cafezinho. Você estará bem alimentada, se sentindo mais saudável e pronta para trabalhar com vontade em dobro.

Cuidados

É muito importante usar sempre alimentos frescos e conservar a refeição de forma correta até a hora de comer: coloque a marmita na geladeira para evitar que os alimentos estraguem devido à proliferação de micro-organismos que podem causar problemas digestivos e infecção intestinal. Evite molhos preparados com maionese, pois ela se deteriora com facilidade.

Texto elaborado por: Dra. Tamara Mazaracki. 

Título de Especialista em Nutrologia –  Associação Brasileira de Nutrologia;

Membro Titular da ABRAN – Associação Brasileira de Nutrologia 

Pós-graduação em Medicina Ortomolecular, Nutrição Celular e Longevidade – FACIS-IBEHE – Faculdade de Ciências da Saúde de São Paulo e Centro de Ensino Superior de Homeopatia;

Pós-graduação em Medicina Estética – Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino – IBRAPE.

As informações contidas neste blog, não devem ser substituídas por atendimento presencial aos profissionais da área de saúde, como médicos, nutricionistas, psicólogos, educadores físicos e etc. e sim, utilizada única e exclusivamente, para seu conhecimento.
Postar um comentário