quarta-feira, 21 de junho de 2017

Inverno



Todo inverno é a mesma coisa: o tempo esfria e a mesa fica cheia de comidas gostosas, sopas, massas, cremes, chocolates, fondues, pipocas, vinhos, feijoada, etc. Isso acontece, principalmente, por conta da baixa temperatura que leva o organismo a necessitar de mais energia para manter a temperatura. Porém, é importante prestar atenção no que você está colocando no prato para não prejudicar sua saúde e evitar o aumento de peso e problemas com a má digestão.

Cada pessoa tem uma reserva de gordura corporal que pode ser usada para aquecer o corpo durante o inverno, e não necessariamente você deverá aumentar a ingestão de calorias para este fim.

Para que a alimentação aqueça e não atrapalhe sua saúde e não comprometa sua forma física para o próximo verão, aqui vão algumas dicas:

● Opte por sopas de legumes com carnes magras. Evite ingredientes como creme de leite e embutidos;


● Não deixe de lado as saladas. Se não conseguir comer crua, consuma os vegetais cozidos no vapor;

● Consuma frutas assadas e cozidas com canela para compensar a vontade de comer doces;

● Prefira os queijos magros, como ricota, requeijão light, mussarela light, minas, tofu. Se quiser derretê-los, prefira o queijo prato light ou mussarela light (não mais que 2 fatias);

● Sempre que possível acrescente açafrão e gengibre nas preparações, pois têm ação termogênica e contribui para melhor digestão dos alimentos;

● Beba chás e outras bebidas quentes, pois dão sensação de calor e contêm poucas calorias;

● Beba 1 taça (150ml) de vinho três vezes na semana. Prefira o tinto, por ser mais saudável;

● Ao comer fondues, use leite desnatado, queijos magros e frutas da estação. Utilize cacau em pó, e para engrossar a massa, use amido de milho;

● Prefira as massas puras, com molhos (branco light ou vermelho). O segredo é não colocar gordura, e pode-se misturar legumes (brócolis,etc.).

As informações contidas neste blog, não devem ser substituídas por atendimento presencial aos profissionais da área de saúde, como médicos, nutricionistas, psicólogos, educadores físicos e etc. e sim, utilizadas única e exclusivamente, para seu conhecimento.

Referências Bibliográficas:

Cuidado com as tentações do inverno. Meu Prato Saudável. Disponível em: www.meupratosaudavel.com.br Acessado em: 20/06/2017.

Stürmer, JS. Reeducação alimentar: qualidade de vida, emagrecimento e manutenção da saúde. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 2001.


Postar um comentário