quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Os Benefícios dos Sucos de Frutas



Os sucos de frutas são fontes de vitaminas e minerais, ideal para quem não tem o hábito de comer frutas “in natura”.

Existem diferenças nutricionais entre as frutas e seus sucos:

Frutas: A ingestão deve ocorrer após uma boa higienização, ingerir (sempre que possível) com casca, pois assim garantimos ao máximo a ingestão das fibras contidas e ainda todas diferentes fontes de minerais e vitaminas que variam em cada tipo de fruta.

Suco de frutas: Sua opção sempre deve ser preferida ao invés de refrigerantes e bebidas artificiais, pois continua sendo uma fonte de minerais e vitaminas em relação a essas bebidas. Se tiver um suco de fruta não coado e ingerido logo após seu preparo, perfeito! A única diferença em relação à ingestão de uma fruta “in natura” está na mastigação. A mastigação favorece o poder de saciedade pelo ato mastigatório, o que não se obtém ao ingerir um suco. O suco de frutas tem a praticidade de ingerir rapidamente frutas, pode compor um lanche ou uma refeição e ainda tem facilidade no transporte.

Suco de frutas: como qualquer fruta, entre elas, existem muitas diferenças, como tipos e quantidades de minerais, vitaminas e principalmente calorias! Se a fruta contiver muita água em sua composição, normalmente o suco é feito apenas da própria fruta com pouca ou nenhuma adição de água no preparo. Se existe controle de calorias na dieta, ou ainda, se a pessoa é diabética, é necessário o controle de açúcar natural dos alimentos e a fruta contem seu açúcar natural, a frutose.

Extrato de soja com adição de frutas: É aquela bebida conhecida como “leite de soja”. Se analisar bem, o leite é produto dos animais, sendo a soja um grão vegetal, não se pode caracterizar a bebida como leite, portanto, vamos, a partir de agora, referir a este tipo de bebida como “extrato de soja”. Sua vantagem na ingestão é uma bebida fonte de proteína vegetal importante, além dos benefícios cardiovasculares da soja. Para favorecer a apreciação do sabor, se acrescentar fruta a esta bebida, o sabor, sem dúvida, muda e muito, o que pode favorecer sua apreciação. Também está disponível no mercado a opção do extrato de soja já com sabor de frutas pronto para beber.

A água de coco é rica em sais minerais, carboidratos, proteínas, fibras, vitaminas e ajuda a hidratação do corpo. Já o coco é rico em fibra, potássio, possui uma boa quantidade de ferro, ácido graxos, fósforo, magnésio e vitaminas A, B1, B2, B5 e C.

Propriedades das frutas:

Pera: Fruta originária da Europa, onde é chamada de fruta manteiga por conta de sua textura macia e sabor delicado. Esta fruta rica em água e vitaminas do complexo B, que regulam o sistema nervoso e o aparelho digestivo. A pera também possui vitaminas A e C e minerais, que contribuem para a formação dos ossos e dentes. As fibras auxiliam o funcionamento intestinal e a absorção de nutrientes.

Abacaxi: Fruta nativa da América do Sul, rica em fibras solúveis, que ajudam a controlar os níveis de colesterol no sangue.

Maçã: Existe uma frase muito divulgada, nos Estados Unidos, que diz traduzida diz: uma maçã por dia mantém você longe dos médicos. Além de conter pectina, uma fibra solúvel que dificulta a absorção das gorduras, da glicose e elimina o colesterol, a maçã tem ação diurética, ou seja, o potássio contido na polpa da fruta elimina o sódio e, consequentemente, o excesso de água do corpo.

Açaí: É uma palmeira do norte do Brasil, típico da região amazônica, chegando até países vizinhos como Guiana e Venezuela. Por seu alto valor energético, é indicado para pessoas que praticam atividade física para ser consumido logo após os exercícios. Deve ser evitado por pessoas em dieta hipocalórica, já que 100 gramas da fruta fornecem 247 calorias.

Guaraná: Também nativo da Amazônia, tem em suas sementes cafeína, água, amido, ácido tânico, fibra vegetal, cálcio, ferro, fósforo, potássio, tiamina e vitamina A. Esses componentes dão ao guaraná uma ação incomparável como estimulante do sistema nervoso central, tendo ainda ação benéfica sobre o estômago e o intestino, livrando-os de toxinas e fermentações. A cafeína, teobromina e teofilina causam um efeito diurético e estimulante, diminuindo o cansaço. Deve ser consumido com cautela porque, quando usado por um período prolongado ou excessivo, pode inibir a capacidade restaurativa do organismo e diminuir a absorção de nutrientes pelo intestino.

Banana: É conhecida como excelente fonte de potássio, sendo indicada para evitar cãibras. Mas a banana também é rica em carboidratos e minerais como sódio, cloro, fósforo, magnésio, enxofre e cálcio, além das vitaminas A, B1, B2, C e niacina.

Laranja: Está diretamente associada à vitamina C, antioxidante que protege as células contra danos causados pelos radicais livres (produzidos no organismo com a queima de oxigênio). Uma laranja de tamanho médio contém cerca de 70 mg desta vitamina. Mas a laranja não é apenas fonte de vitamina C, ela tem ainda quantidades menores de outras vitaminas e minerais como betacaroteno, tiamina, folato e potássio.

Goiaba: Mais consumida in natura ou na forma de doces e compotas, a goiaba é uma excelente opção para sucos. Aliás, o suco de goiaba já é bastante difundido no nordeste brasileiro. As goiabas têm quase cinco vezes mais vitamina C do que as laranjas. A fruta é ainda uma boa fonte de potássio e ferro. Por conter apenas 60 calorias, em média, a goiaba é uma sobremesa prática, deliciosa e de poucas calorias. Pode ser consumida inteira ou em pedaços, sozinha ou em saladas de frutas.

Melancia: Embora constituída em sua maior parte de água, a melancia é muito nutritiva, pois fornece vitaminas A e C, potássio e licopeno, um antioxidante natural que auxilia no combate de doenças como o câncer de próstata. Uma porção de 100 gramas contém apenas de 25 a 30 calorias.

Morango: Ele é pouco calórico, seja do tipo selvagem ou híbrido, é uma excelente fonte de vitamina C, folato e potássio. Também possui muitas fibras e pode prevenir diversos tipos de câncer. Esse suco, além de combinar duas frutas de baixíssimo teor calórico, é uma opção mais que refrescante para os dias de calor.

Uva: Os antioxidantes encontram-se nas cascas e sementes e, quanto mais vibrante for a cor da casca, maior o seu poder. A casca da uva também contém uma substância chamada resveratrol, que inibe o agrupamento e aumenta o colesterol HDL, o bom colesterol. O açúcar do suco de uva é composto por glicose e frutose, é diretamente assimilável, não exige nenhum esforço aos órgãos digestivos, é por tal razão aconselhável para a alimentação dos doentes atacados por febre. Do ponto de vista terapêutico, trata-se de um dos mais preciosos sucos. O suco de uva é estimulante das funções hepáticas, constituindo mesmo a base de remédios farmacêuticos para o fígado (esta função é desempenhada não apenas pelo suco, como também, pela uva e folhas de parreira). 



As informações contidas neste blog, não devem ser substituídas por atendimento presencial aos profissionais da área de saúde, como médicos, nutricionistas, psicólogos, educadores físicos e etc. e sim, utilizadas única e exclusivamente, para seu conhecimento.

Referências Bibliográficas:

Ghorayeb, MT. Os benefícios dos sucos de frutas. Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo – SOCESP. Disponível em: www.socesp.org.br Acessado em: 06/09/2016.

Postar um comentário