domingo, 13 de novembro de 2016

Frutas Cítricas e Diabetes



Estatísticas da OMS apontam que em 2030, a diabetes mellitus será a segunda causa de morte na América Latina. De acordo com os indicadores, o mundo já vive uma epidemia de diabetes. Em 1985, a doença atingia aproximadamente 30 milhões de pessoas. O número aumentou para 135 milhões em 1995 e para 177 milhões em 2000. A entidade estima que a prevalência do diabetes deva alcançar 333 milhões de pessoas em 2025.

Mas, o que faz com que uma pessoa seja considerada diabética? Os pacientes diabéticos são aquelas que apresentam quantidades maiores do que o normal de glicose, ou açúcar, no sangue. Esse aumento ocorre, pois, nesses pacientes a insulina (hormônio produzido pelo nosso corpo) não consegue exercer de maneira eficiente o seu importante papel: capturar a glicose e levá-la para dentro das nossas células. Dessa forma, uma grande parte desse açúcar se acumula no sangue acarretando inúmeras consequências.

A incidência da diabetes, além dos fatores hereditários, também envolve fatores como o estilo de vida adotado pelo paciente, ou seja, excesso de bebida alcoólica, cigarro, estresse, alimentação rica em gorduras, sedentarismo. As dificuldades terapêuticas para o tratamento dessa doença e os altos índices de mortalidade estimulam cada vez mais a busca por alternativas que auxiliem na prevenção da incidência da Diabetes, como por exemplo, uma dieta balanceada. 

Dentre esses alimentos funcionais que se destacam podemos citar as frutas cítricas, como laranja, tangerina, acerola, limão, pois possuem compostos denominados bioativos (compostos responsáveis por protegerem nosso corpo contra as doenças) como os fitoquímicos (flavonois, flavonas, flavanonas e ácidos fenólicos). Esses compostos possuem atividade antioxidante, participando da eliminação de substâncias capazes de provocar danos às nossas células (radicais livres), auxiliando assim na prevenção da Diabetes.

Outro composto muito importante para a regulação dos níveis glicêmicos é a pectina, uma fibra solúvel presente na casca destes frutos. Sua contribuição deve-se a sua capacidade de diminuir a absorção de glicose, reduzindo consequentemente sua concentração no sangue, aumentando a sensibilidade à insulina e provocando sensação de saciedade.  

Com relação a quanto consumir de frutas cítricas recomenda-se 3-5 porções/dia, lembrando que é importante consumi-las sempre que possível com casca, devido à maior quantidade de fibras. Essas frutas também podem ser consumidas na forma de sucos, no entanto, vale ressaltar que eles devem ser consumidos imediatamente, uma vez que os compostos presentes nos mesmos podem degradar com o armazenamento, provocando a perda dos benefícios que eles proporcionam ao nosso organismo.

Por fim é sempre importante relembrar que para a obtenção de resultados satisfatórios o consumo desses frutos devem estar aliados a hábitos de vida saudável, como prática de exercícios físicos.

As informações contidas neste blog, não devem ser substituídas por atendimento presencial aos profissionais da área de saúde, como médicos, nutricionistas, psicólogos, educadores físicos e etc. e sim, utilizadas única e exclusivamente, para seu conhecimento.

Referências Bibliográficas:

ARUOMA, O.I., et al. Functional benefits of citrus fruits in the management of diabetes. Prev. Med. 2012.

Aruoma, O.I., et al. Free radicals, antioxidants and diabetes: embryopathy, retinopathy, neuropathy, nephropathy and cardiovascular complications. Neuroembryol. Aging v. 4, p. 117–137. 2007.

Bachiega, P. Frutas cítricas e Diabetes. Grupo de Estudos em Alimentos Funcionais – GEAF, ESALQ/USP. Disponível em: www.grupoalimentosfuncionais.blogspot.com.br

Postar um comentário