terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Comer de 3 em 3 horas



   Ao fazer uma refeição, nosso corpo começa o processo de quebra do alimento e absorção dos nutrientes, é o que chamamos de digestão. Nas primeiras 2 horas, há um aumento do nível de glicose presente em nosso sangue, a principal fonte de energia para o funcionamento do organismo. Depois desse período, esse índice começa a cair. Se não nos alimentamos, nosso corpo começa a manifestar os sinais de hipoglicemia (queda da concentração de glicose no sangue): diminuição da concentração, fraqueza, sonolência e até tontura e tremores. Portanto, além de ser importante para manter o nível de glicose equilibrado, a alimentação fracionada nos ajuda a evitar aquela sonolência no período do trabalho e facilita a concentração e atenção para realizar as atividades.

          Comer de forma fragmentada também é uma forma de equilibrar as refeições e evitar aqueles pratos exagerados, com muito mais comida do que realmente precisamos para saciar a nossa fome. Fracionando a alimentação temos uma melhor divisão das refeições, evitando o excesso de fome e a compensação nas refeições seguintes. Além disso, evitamos a sonolência que vem ao comermos mais do que o necessário, porque o corpo precisa de mais energia para fazer a digestão.

            Quando ficamos muito tempo em jejum e em seguida ingerimos uma grande quantidade de alimentos, o estômago precisa produzir rapidamente um alto volume de ácido clorídrico, um dos principais agentes do processo de digestão. O aumento muito rápido desse ácido causa danos na mucosa do estômago, provocando a sensação de queimação e azia.

           Além disso, quando você faz jejum: diminui o ritmo do metabolismo; fica com as funções mais lentas; fica com as funções do intestino prejudicadas e corre o risco de sofrer carência de vitaminas e minerais. E ainda há o risco de engordar porque depois do jejum a fome fica extrema; o organismo, que aprendeu a viver com pouquíssimas calorias, vai armazenar tudo o que vier a mais e estocar esse excesso em forma de gordura; o corpo exige compensação após um período de longa privação e vai aproveitar tudo o que faltou até então para repor suas perdas, o que significa que você vai engordar. Você corre os mesmos riscos do jejum quando fica horas sem comer nada; come menos de 800 calorias durante mais de uma semana; faz dietas só de líquidos que duram mais de um dia; toma laxantes e diuréticos.

            Comer de três em três horas contribui para a perda e manutenção do peso corporal de forma saudável. Quando ficamos longos períodos sem nos alimentar e, consequentemente, sem fornecer glicose para o organismo trabalhar, o corpo busca outra fonte de energia. A perda de peso ocorre, mas não por perda de gordura, e sim de massa muscular.

Dez Motivos Para Fracionar Refeições:

1)     Mantém um bom gasto de energia no organismo (um jejum maior do que 4 horas faz com que nosso gasto de energia diminua);

2)    Melhora a digestão: pequenos volumes, várias vezes ao dia, facilitam a digestão e a absorção dos nutrientes;

3)    Evita a ansiedade: jejum maior do que 4 horas pode aumentar o cortisol, hormônio do estresse;

4)    Evita o descontrole alimentar: se comermos em intervalos regulares, de 3 em 3 horas, a chance de descontrole na próxima refeição é menor, porque a fome estará controlada;

5)    Evita o mau hálito: jejum prolongado pode causar mau hálito;
 
6)    Estimula o funcionamento intestinal;

7)    Evita o mau humor: privações alimentares e muito tempo sem comer podem provocar mau humor;

8)    Evita oscilações de glicemia: principalmente para indivíduos suscetíveis, pode ocorrer hipoglicemia quando o jejum é superior a 3-4horas;

9)    Previne dor de cabeça, muito comum no jejum prolongado;

10)  Mantém a concentração e a disposição, que são negativamente afetadas no jejum prolongado.

As informações contidas neste blog, não devem ser substituídas por atendimento presencial aos profissionais da área de saúde, como médicos, nutricionistas, psicólogos, educadores físicos e etc. e sim, utilizadas única e exclusivamente, para seu conhecimento.

Referências Bibliográficas:

10 motivos para você fracionar as refeições. Meu Prato Saudável. Disponível em: www.meupratosaudavel.com.br

Muroya, C. Por que temos que comer de 3 em 3 horas? Albert Einstein. Disponível em: www.einstein.br

Philippi, ST. A dieta do bom humor. 1. ed. São Paulo: Panda Books, 2006.
Postar um comentário