quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Amamente, Perca Peso e Ganhe Saúde



         O que é o que é: provoca uma perda de até 700 calorias por dia e ainda previne você do câncer de mama? Amamentar!

           Isso mesmo, os benefícios da amamentação não são apenas para o bebê, mães que amamentam perdem peso mais fácil, se previnem do câncer de mama, sem contar o estreitamento do laço afetivo com o bebê.

            Com o objetivo de aumentar as taxas de aleitamento materno no país e ampliar a consciência  a respeito dos benefícios da amamentação para a saúde da mulher, da criança, da família e de toda a sociedade, o Ministério da Saúde celebra entre os dias 1° e 7 de Agosto a Semana Mundial da Amamentação (SMAN). O tema da campanha brasileira deste ano é “Amamentação. Faz bem para o seu filho, para você e para o planeta”.

            Amamentar é a forma de proteção e alimentação mais econômica do mundo. A mãe que amamenta o filho não compra leite e fórmulas infantis, o que evita a produção de embalagens. Por consequência, ela também não precisará fazer mamadeira, evitando gasto de água e energia para esterilizar e esquentar o alimento. Dessa maneira, é possível gastar menos energia e economizar recursos naturais, sem perder qualidade.

            Para a saúde da criança, o aleitamento materno diminui a ocorrência de diarreias, afecções perinatais (problemas respiratórios e complicações de saúde antes, durante e logo após o parto) e infecções, que são as principais causas de morte entre recém-nascidos. Já para a mulher, as chances de desenvolver câncer de mama e de ovário reduzem significativamente.

            A recomendação do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde é de amamentar os filhos de forma exclusiva até o sexto mês de vida, e só inserir alimentação sólida após esse período. Ainda é recomendado que as crianças sejam amamentadas até dois anos ou mais, em conjunto com a alimentação saudável.

Principais Dúvidas Sobre Amamentação:

● O organismo do bebê não está preparado para receber outros leites, isso pode gerar problemas nos rins, intestino, alergias e obesidade infantil;

● O primeiro leite é chamado de colostro. A quantidade é pequena, mas adequada para suprir as necessidades do bebê nos primeiros dias, além de agir como uma vacina que irá protegê-lo contra doenças típicas da infância;

● Quanto mais o bebê mamar, maior será a produção de leite;

● O ideal é que o bebê esvazie um peito para sugar o outro, uma vez que primeiro ele saciará a sede e depois será alimentado para ganhar peso;

● A amamentação não tem hora, se o bebê estiver com vontade, respeite. Não importa o número de vezes, nem o horário;

● Para um bom aleitamento, é preciso que o bebê pegue não só o bico do seio, como boa parte da aréola (parte escura do peito);

● A posição mais indicada é barriga com barriga, desde que a mãe esteja confortável e com a coluna em uma posição adequada;

● Não é preciso nenhum cuidado especial com as mamas, o banho diário é suficiente;

● Tomar sol nas mamas é saudável;

● Cuidado com a ideia de que amamentar não engravida. Muitas mulheres já engravidaram nessa fase. O ideal é conversar com o médico sobre o melhor método contraceptivo para você.


Cuidados Após Amamentação

            Coloque o bebê em posição vertical no seu colo e dê alguns tapinhas sutis nas costas para ele arrotar. Caso ele não o faça depois de 15 minutos, pode deitá-lo sem receio. O arroto é importante, uma vez que o bebê engole ar junto com o leite e precisa colocar para fora.

As informações contidas neste blog, não devem ser substituídas por atendimento presencial aos profissionais da área de saúde, como médicos, nutricionistas, psicólogos, educadores físicos e etc. e sim, utilizada única e exclusivamente, para seu conhecimento.

Referência Bibliográfica:

Amamentação: Leite materno também contribui para a saúde do planeta. Ministério da Saúde. Disponível em: www.blog.saude.gov.br Acessado em: 01/08/2016.

Amamente, perca peso e ganhe saúde. Revista Meu Prato Saudável. Disponível em: www.meupratosaudavel.com.br Acessado em: 01/08/2016.

Postar um comentário